Maitaca verde (Pionus maximiliani)

Nome Científico

Pionus maximiliani

A maitaca-verde (Pionus maximiliani) é uma ave psittaciforme da família dos Psittacidae. É chamada também por maritaca, baitaca, maitaca, maitaca-bronzeada, maitaca-de-maximiliano, maitaca-suia, suia, umaitá e curica-maracanã.

Peso: 230 a 250 gramas
Tamanho: 25 cm
Expectativa de vida: 30 anos 

Geralmente vivem em bandos que podem variar de 8 a 50 indivíduos. Embora não esteja ameaçada de extinção, desmatamento e o comércio ilegal afetam sua população. 

Geralmente vivem em bandos que podem variar de 8 a 50 indivíduos. 

Subespécies Possui quatro subespécies sendo três de ocorrência no Brasil: 

– Pionus maximiliani maximiliani (Kuhl, 1820) – ocorre no Nordeste do Brasil, do estado do Ceará até o estado do Espírito Santo e Sul do estado de Goiás. A cabeça desta subespécie é esverdeada com as penas marginadas escuras e o mento avermelhado. 

– Pionus maximiliani siy (Souance, 1856) – ocorre do Sudeste da Bolívia até o Paraguai, Oeste do Brasil (Mato Grosso), e Norte da Argentina. Esta subespécies possui a cabeça mais escura, com a parte de trás verde-amarelada e o azul da garganta mais claro. Sua asa é menor que 180mm de comprimento. 

– Pionus maximiliani melanoblepharus (Ribeiro, 1920) – ocorre do Leste do Paraguai até o Sudeste do Brasil e no Nordeste da Argentina, na província de Misiones. Esta subespécies possui o mento sem vermelho e a asa acima de 180mm de comprimento. 

– Pionus maximiliani lacerus (Heine, 1884) – ocorre no Nordeste da Argentina, nas regiões de Tucumán, Catamarca e Sul de Salta.

Alimentação

As rações de manutenção, Alcon Eco Club Psita Bits e Alcon Club Psita Bits, foram desenvolvidas para atender completamente as exigências nutricionais das espécies as quais se propõem, devendo ser oferecida como base da dieta. Outros alimentos devem ser utilizados exclusivamente com distração / petisco (enriquecimento ambiental) 2 vezes por semana em pequenas porções, ou seja, perfazendo no máximo ¼ da alimentação diária. 

O requerimento nutricional das aves se modifica durante o ano. Em períodos como: muda de penas, estresse, convalescença e reprodução, as exigências protéicas e lipidicas tendem a aumentar, desta forma, torna-se essencial à complementação da dieta de manutenção, linha Alcon ECO Club e Alcon Club. Nestes períodos sugerimos o uso diário das Farinhadas, associado à dieta de manutenção, perfazendo ¼ da alimentação.

Reprodução

A fêmea bota em média de 3 a 5 ovos e a incubação dura em média 24 dias. 
As Maitacas são desmamadas aos 60 dias em média, e tornam-se ativos sexualmente por volta dos 12 meses.

Fonte: alconpet.com.br

Deixe seu Comentário abaixo e Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *