Calafate (Lonchura oryzivora)

Nome Científico

Lonchura (Padda) oryzivora

Conhecido também por Java Rice Finch ou Rice Sparow, Pardal de Java e Pássaro do Arroz, o Calafate [Lonchura (Padda) oryzivora] é nativo das Ilhas de Bali e Java, na Indonésia. Foram introduzidos por marinheiros e viajantes em outros locais como Borneo, China, Japão, Ilhas Fidji, Malásia e Filipinas. Ávidos por arroz e aveia, eram considerados pragas agrícolas e exterminados aos milhares.

O nome Calafate vem de calafetar, atividade realizada pelos marinheiros que preenchiam as frestas dos barcos com estopa e piche, fechando-as bem. De forma semelhante faz o Calafate, que constrói seu ninho no formato de bola, bem vedado, com uma única abertura.

Possuem diversas variações de cores e penas muito sedosas. São ativos e curiosos e na natureza vivem em bandos. Sua coloração original é a cabeça preta e branca, com o restante do corpo em dois tons de cinza. Com os cruzamentos selecionados encontramos uma grande variedade de cores, incluindo pássaros inteiramente brancos. Podem chegar aos 15 cm de comprimento.

Alimentação

A ração de manutenção Alcon Club Exóticos foi desenvolvida para atender completamente as exigências nutricionais das espécies as quais se propõem, devendo ser oferecida como base da dieta. Outros alimentos devem ser utilizados exclusivamente com caráter de enriquecimento ambiental (distração), 2 vezes por semana em pequenas porções, ou seja, perfazendo no máximo ¼ da alimentação diária.

O requerimento nutricional das aves se modifica durante o ano. Em períodos como: muda de penas, estresse, convalescença e reprodução, as exigências protéicas e lipídicas tendem a aumentar, desta forma, torna-se essencial à complementação da dieta de manutenção, Alcon Club Exóticos. Nestes períodos sugerimos o uso diário das FarinhadasAlcon Club Top Life, associado à dieta de manutenção, perfazendo ¼ da alimentação. Estas mesmas associações podem ainda, ser usadas no período de manutenção de 2 vezes por semana, como distração.

Reprodução

Não é muito fácil a distinção entre machos e fêmeas pelo aspecto externo, porém os machos geralmente apresentam o bico e o contorno dos olhos mais vermelhos e também cantam, ao contrário das fêmeas.

Os Calafates formam um par para a vida toda. O macho constrói um ninho com fibras de coco, sisal, grama e outros materiais fibrosos, no formato de um túnel, onde a fêmea deposita de 4 a 7 ovos. Este ninho é construído dentro dos ninhos tipo caixa e o mesmo local é utilizado pelo casal nas próximas posturas.

O período de incubação é de 15 dias em média. Após 1 mês os filhotes já saem do ninho, mas só começam a comer sozinhos uma semana após este evento.

Manutenção

Os Calafates adoram banhar-se e esta atividade deve ser permitida diariamente para refrescá-los e deixar suas penas em boas condições. O banho relaciona-se também com o comportamento coletivo destes pássaros, pois quando um começa a banhar-se os outros o seguem.

A gaiola deve ser grande (mínimo de 70 cm de comprimento x 40 cm de largura e 30 cm de altura) para o casal e, se possível, possuir alguma planta ou camuflagem. O ninho é tem as seguintes medidas, 20 x 20 x 20 cm, com uma abertura com tampa na parte superior para monitoramento dos ovos e filhotes.

Mantê-los em local iluminado longe de correntes de ar e frio é muito importante já que são aves tropicais. Limpe sempre os recipientes de água e comida, bem como a gaiola.

Fonte: alconpet.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *